O FESTIVAL

O XXVIII FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica realizou-se no Porto, como habitualmente, entre 31 de Maio e 12 de Junho de 2005.

Concretizado integralmente com recurso a verbas próprias e crédito bancário, uma vez que as verbas do Ministério da Cultura se encontravam congeladas, como já se referiu, e os apoios da Câmara Municipal do Porto e do Governo Civil foram disponibilizados já com o certame a decorrer, o Festival cumpriu, mesmo assim, os objectivos para ele traçados e apresentou rigorosamente toda a programação previamente anunciada.

Foram 16 espectáculos diferentes, num total de 28 representações, no que diz respeito à programação oficial, mais 11 actividades paralelas que incluíram a participação na edição e lançamento de 1 livro, 3 exposições, exibição de 1 filme, 2 espectáculos por alunos de teatro, 1 concerto por alunos do Conservatório, 1 conferência e recital de poesia, 2 apresentações de livros e edição de 1 peça escultórica.

Estas 40 acções realizaram-se em 15 espaços diferentes: 7 salas de espectáculos (Teatro Nacional S. João, Teatro Carlos Alberto, Rivoli Teatro Municipal Grande Auditório, Rivoli Teatro Municipal Pequeno Auditório, Teatro Helena Sá e Costa, Teatro Latino e Teatro Campo Alegre) e 8 outros espaços (Rivoli Teatro Municipal Sala de Ensaios, Rivoli Teatro Municipal Foyer, Rivoli Teatro Municipal Livraria, Estação do Metro Campo 24 de Agosto, Fnac St. Catarina, Fnac Norte Shopping, Salão Nobre do Teatro Nacional S. João e Jardins do Museu Serralves).

Participaram 16 companhias de teatro na programação oficial: 7 de Portugal, 4 de Espanha, 2 do Brasil, 1 de Angola, 1 de Moçambique e 1 do Japão. As actividades paralelas tiveram diversas participações individuais e de 1 companhia, duas escolas e 2 editores.

Do ponto de vista artístico também a edição de 2005 atingiu os objectivos, quer com os novos públicos que conquistou, quer no nível geral da programação apresentada. Os índices de ocupação das salas foram francamente bons, com 6 espectáculos a atingirem praticamente os 100% e uma média geral de 63%. O total de espectadores do XXVIII FITEI foi de 10.399.

O Festival, mais uma vez, não pôde encerrar com o tradicional espectáculo de teatro de rua, uma vez que a Câmara Municipal do Porto não apoiou o FITEI nesse sentido, ainda que, com base em expectativas criadas, tivéssemos mantido um espectáculo agendado até poucos dias antes de ser divulgada a programação definitiva.

Em 2005 o FITEI contou com novas parcerias, para além da habitual colaboração e apoio do Teatro Nacional de S. João na apresentação dos espectáculos BERENICE e RUINAS. Assim, em cooperação com o Festival Internacional de Marionetas do Porto, foi possível apresentar o espectáculo japonês HACHIOJI KURUMA NINGYO OSHU KOEN, enquanto uma parceria com a Fundação Serralves permitiu a apresentação do grupo espanhol EN PUNTO.